A Internet das Coisas já está impactando nossas vidas domésticas, permitindo a automação de tudo, já existem desde trancas de porta inteligentes até iluminação e termostatos conectados. E à medida que a IoT ganha impulso, muitas dessas tecnologias serão utilizadas também dentro do ambiente corporativo.

Colaboração 28 de março de 2018

A Internet das Coisas já está impactando nossas vidas domésticas, permitindo a automação de tudo, já existem desde trancas de porta inteligentes até iluminação e termostatos conectados. E à medida que a IoT ganha impulso, muitas dessas tecnologias serão utilizadas também dentro do ambiente corporativo.

Empresas inovadoras já estão explorando novas maneiras de aumentar a produtividade e cortar custos por meio da automação do espaço de trabalho. Isso porque já existem muitos benefícios que podem ser associados ao desenvolvimento do ambiente corporativo automatizado: de custos de utilidade mais baixos por meio de iluminação e aquecimento gerenciados ao aumento da comunicação e melhoria da segurança física do ambiente. Hoje, estamos explorando o futuro da IoT e do local de trabalho inteligente.

Atualmente, vivemos em um mundo que é dominado por dispositivos conectados. Smartphones, wearables, aspiradores de pó, cafeteiras, tudo isso está começando a ser conectado à Internet of Things e a modificar a forma que vivemos nossas rotinas diárias, tanto em casa quanto no trabalho. Estima-se que 37% da PEA mundial (aproximadamente 1.3 bilhões de trabalhadores), serão identificados como força de trabalho móvel, segundo a IDC. Essa força de trabalho se refere aos grupos de funcionários que estão situados em vários locais físicos, com cada empregado estando conectado por computadores, smartphones e outros dispositivos à Internet global. A IDC também prevê que até 2025, pode haver até 1 trilhão de tipos diferentes de dispositivos conectados à web.

Como será o Espaço de Trabalho conectado? Smartphones, tablets e wearables já estão bastante presentes em nosso cotidiano corporativo. Esses dispositivos móveis representaram uma mudança gigantesca na forma como trabalhamos. No caso dos smartphones e tablets é como se eles fossem escritórios de bolso, que permitem que colaboradores editem documentos, acessem painéis de análise de KPIs, respondam e-mails de qualquer lugar a qualquer hora. Tudo isso representa a revolução BYOD, muito divulgada no Canal Comstor.

Mas além desse nível imediato de funcionalidade, existem inúmeras aplicações profissionais concebidas e desenvolvidas para atender a uma variedade de demandas de negócios todos os dias. Uma das grandes particularidades dos dispositivos inteligentes, é o fato deles permitirem que as empresas possam reunir dados essenciais em tempo real. Por exemplo: a localização de uma reunião pode ser transmitida por meio de notificações no Smartwatch, além das organizações poderem receber informações instantâneas sobre  estoque e suprimentos. A realidade é que a maior parte dos componentes exigidos para se ter um escritório conectado já existem, é apenas uma questão de criar a infraestrutura de base para unir todos juntos de uma forma significativa. E é aí que entra a IoT.

A Internet das Coisas e o potencial do local de trabalho inteligente apresentam uma série de oportunidades únicas e altamente lucrativas para os empresários com um pensamento no futuro de seus negócios. Muitas companhias já estão fortemente focadas no desenvolvimento de produtos que funcionam perfeitamente em vários dispositivos, criando uma plataforma para o desenvolvimento de aplicativos móveis personalizados que podem ser facilmente integrados a serviços e produtos existentes. Estamos rodeados por diferentes tipos de tecnologia e dispositivos conectados, mas a verdadeira oportunidade surge quando esses dispositivos podem ser conectados em conjunto. Isso porque eles oferecem grandes oportunidades e simbolizam o próximo grande passo na interação homem-máquina.

Business Intelligence e interpretação de dados O local de trabalho inteligente irá alterar radicalmente a forma como os dados são recolhidos, analisados, interpretados e utilizados para tomar decisões estratégicas de negócio. Os escritórios conectados do futuro permitirão que os sócios e o CEO consigam encontrar insights no Big Data específico da empresa. Isso porque um dos maiores problemas com os dados nas empresas modernas, não é a capacidade de coletar os dados, mas sim a capacidade de interpretá-los, encontrar o insight correto e agir sobre ele, a fim de oferecer mais valor. O escritório virtual permitirá que os trabalhadores acessem as informações mais pertinentes, sem ter que se arrastar através de montanhas de dados irrelevantes para gerar insights acionáveis e tomada de decisão.

Nós sabemos bem que, atualmente, construir e gerenciar com qualidade um sistema CRM é um componente fundamental para qualquer operação de marketing ou vendas. Certificar-se de que a equipe comercial certa tenha acesso aos dados corretos é extremamente importante no que se refere a vender para novos clientes e trabalhar com qualidade um banco de dados existente. A IoT terá um enorme impacto na forma como as vendas e os dados de marketing são recolhidos, organizados e utilizados para a tomada de decisões estratégicas. Isso significa que KPIs e métricas de performance podem ser reunidas de maneira concisa e significativa, por meio de uma série de novos dispositivos e sensores, a fim de economizar tempo e focar nas oportunidades reais e essenciais de negócio. O objetivo aqui é transformar os dados em informações relevantes, ou seja, o espaço de trabalho conectado vai fornecer uma plataforma para a diferenciação competitiva, mas a chave para as organizações é o timing correto e sempre estar à frente da concorrência na implantação destas tecnologias.

Como criar o espaço o Escritório Virtual? Hoje já existem muitos dispositivos disponíveis que podem ser utilizados para começar a criar um local de trabalho inteligente para o seu negócio. Dispositivos como o termostato Nest ou as lâmpadas inteligentes da Philip’s permitem que um escritório tradicional se torne um escritório virtual. Pode parecer algo banal, mas muitas vezes a temperatura do local de trabalho pode ser uma séria fonte de discussões. Utilizar um termostato conectado facilita que os gerentes do escritório encontrem a média ideal de temperatura para cada dia do ano, com base nas preferências individuais dos colaboradores.

Há, atualmente, uma infinidade de produtos diferentes disponíveis que são projetados para substituir cartões e chaves tradicionais de escritório, usadas para acessar locais dentro da empresa. Os sistemas inteligentes de controle de acesso de escritório oferecem uma solução perfeita, não apenas em termos de acesso às instalações de trabalho, mas também em termos de permitir que os gerentes de escritório saibam quem está no prédio em um determinado momento. Além disso, também possibilita que um funcionário possa acessar determinadas áreas do edifício da companhia aproximando um smartphone ou dispositivo wearable autorizado de um dispositivo conectado que concede o acesso e desativa o bloqueio. Isso permite que cada funcionário desbloqueie uma porta em menos de três segundos e, logo após a entrada, a porta é novamente bloqueada com segurança.

Isso oferece muitos outros benefícios além de disponibilizar meios convenientes de entrar e sair do escritório. O uso de tais aplicativos, dispositivos e dados em Nuvem fornece enormes quantidades de informações úteis e pode ajudar a executar uma variedade de tarefas, como notificar um representante de vendas que um cliente chegou para uma reunião e está esperando na área de recepção do escritório. Esse é apenas um exemplo de como os escritórios conectados estão fornecendo níveis maiores de conveniência a seus colaboradores (o que necessariamente aumenta a produtividade e satisfação deles), e como os dados podem ser usados para preparar reuniões e tomar decisões mais inteligentes.